Sobre o projeto

Sabes aquelas pessoas iluminadas que nascem a saber o que querem ser, onde querem viver e se sentem realizadas, completas e felizes com as suas decisões durante toda a vida? Conheço alguns desses sortudos, mas esta página não é para eles. É para todos os comuns mortais que gostariam de mudar alguma coisa, mesmo que até esteja tudo bem, nem que seja só pela experiência.

Eu, Mariana, mudei tudo como poderás ler mais abaixo. Mudei de empresa quando quis mais, de carreira quando sonhei diferente, de país quando o espaço até à fronteira não foi suficiente. Passei de países latinos para anglo-saxónicos, de advocacia para tecnologia e balanço a estabilidade de trabalhar para outros com a montanha russa de ter o meu próprio negócio. 

Antes de te contar a minha história, que se mistura com a história deste projeto, quero deixar-te com as ideias que lhe servem de base:

- Já não há empregos para a vida;

- As empresas valorizam mais profissionais vindos da concorrência do que os que se vão mantendo na empresa com lealdade, trabalhando por uma promoção;

- Se não souberes comunicar de forma eficaz outros passarão à tua frente;

- Há outros mundos onde os nossos currículos são mais valorizados;

- Há lugares onde nos encontramos ou que simplesmente queremos conhecer;

- Não precisas de estar mal para querer mudar alguma coisa ou várias coisas;

- A vida é muito mais aproveitada quando fazemos o que gostamos.

 

Resumindo: É permitido mudar de ideias mesmo que tenhas uma carreira e estabilidade.

Porque mudar não é sinónimo de perder nenhuma das duas.

Sou fã dos que vão com medo, mas vão, porque medo temos todos.

Sou pela coragem dos que moldam a carreira e a vida ao seu jeito.

 

 

MARIANA DELGADO

Nasci em Coimbra, Portugal, e já escolhi mudar de vida várias vezes. Do Brasil à Austrália vivi em 5 países e trabalhei com outros 8, tive inúmeros tipos de visto e tratei de toda a burocracia sozinha. A licenciatura em Direito, que me deu muita prática com papelada, levou-me também a escritórios de advocacia no Brasil e em Portugal, e a uma experiência num projeto europeu com uma ONG Internacional. Este percurso jurídico foi interrompido por mudanças de vontades e atirou-me a um mestrado em Gestão Hoteleira, um curso que me mergulhou noutra carreira e numa volta ao mundo como chefe de vendas para cadeias de hotéis internacionais.  A combinação de direito com vendas não me desiludiu. Recentemente aventurei-me no mundo da tecnologia, que tanto me aterrorizava e onde hoje sou Diretora Comercial numa tech startup em Londres.

 

Presa no eterno (e feliz) cá e lá, tentei sempre conjugar para mim os prós e contras de cada lugar, cultura, carreira, forma de vida e usá-los da melhor forma que consegui, o que se refletiu em todas as minhas escolhas.

Os julgamentos, as perguntas e os porquês a cada decisão que tomava faziam-me sempre duvidar de mim própria. Os medos alheios das trocas do certo pelo incerto apoderavam-se de mim como se fossem meus. Só quando dei muitas provas a mim própria é que consegui entrar num estado de graça que deixa os medos alheios nos peitos alheios. E que bom que é não nos apropriarmos do que não é nosso.

Estes 12 anos a confrontar questionamentos às minhas decisões fizeram-me querer apoiar quem se preparava para tomar as suas decisões fora da caixa e a procura pelos serviços que aqui se oferecem surgiu assim, com pedidos informais de apoio. Cria-se então um serviço novo, feito de experiências antigas com o intuito de criar experiências novas e mais fáceis para outros que queiram mudar.

Este foi o resultado. Espero que gostem!

Mariana